Qual é a melhor posição do implante de mama?

2 de setembro de 2020 as 15:28

posicionamento implante de mamaJá pensou em fazer uma cirurgia de mamoplastia de aumento? Em caso afirmativo, provavelmente, você já visitou um cirurgião plástico, certo?

 

Então, não será surpresa saber que existem diferentes tipos de posicionamento para o implante de mama, bem como diferentes locais para incisão; são eles:

 

  • Subglandular (abaixo da Glândula);
  • Subfascial;
  • Submuscular ou retropeitoral.

 

Ou seja, se você está pensando em fazer uma cirurgia de aumento de mama pela primeira vez, pode parecer um pouco confuso saber qual é a posição ideal do implante de mama para você.

 

Mas não se preopcupe! Estamos aqui para te ajudar, e queremos que você esteja o mais informado possível.

 

Por isso, decidimos esclarecer esse assunto no nosso post de hoje. Continue a leitura!

 

Definindo a posição ideal do implante de mama

A posição do implante de mama ideal, dependerá da aparência e das medidas dos seios, atividades físicas e “expectativas” que você procura.

 

Cada posição tem suas vantagens e desvantagens específicas. Falaremos sobre cada uma delas abaixo:

 

Subglandular

 

Na posição subglandular, o cirurgião coloca a prótese de silicone em um espaço aberto entre a glândula mamária e o músculo peitoral. Portanto, o implante fica por cima do músculo, ou à frente dele.

 

Vantagens

  • Além da facilidade do descolamento durante o ato cirúrgico, o pós-operatório é mais tranquilo, visto que a dor e o desconforto são mínimos, e duram poucos dias.

 

Desvantagens

  • Posicionar o implante de silicone abaixo da glândula em pacientes muito magras e sem nenhum tecido mamário pode deixá-lo muito visível.
  • Além dessa possibilidade de tornar o resultado artificial, há ainda a possibilidade de se formarem pequenas dobras na pele do paciente.

 

Submuscular (sob o músculo)

 

Nesse plano, o implante fica coberto pelo músculo, cuja principal função, é “esconder a prótese”.

 

A colocação da prótese no plano submuscular é indicada para:

  • Mulheres magras, que precisam de uma cobertura maior entre a pele e o implante, para que este não fique visível;
  • Mulheres com histórico familiar de câncer de mama, pois, necessitam de uma proteção entre a glândula mamária e a prótese, para facilitar a eventual necessidade de punções para biópsias.

 

Vantagens

  • Resultado estético superior em pacientes magros.
  • Risco reduzido de contratura capsular.
  • Mais fácil de interpretar mamografias, ultrassonografias ou outros exames de imagem.

 

Desvantagens

 

  • O pós-operatório exige maior cuidado, pois a contração do músculo peitoral, nesse período, pode deslocar o implante para os lados. Com isso pode modificar a aparência da mama.

 

Subfascial

 

Embora menos utilizada, essa técnica tem um resultado fantástico. A prótese fica entre a fáscia e o músculo peitoral, fazendo com que o paciente tenha tanto os benefícios da técnica subglandular, quanto da posição submuscular.

Como você pode ver!

O objetivo final de uma intervenção da cirurgia de aumento de mama, é atingir os resultados naturais desejados pelos pacientes, minimizando possíveis complicações, em curto, médio e longo prazo.

 

Com esse objetivo em mente, a escolha do posicionamento dos implantes mamários é uma tarefa fundamental, que deve ser discutida entre o paciente e o cirurgião, para que haja um acordo satisfatório.

Quer saber mais?

Então, não perca mais tempo! Entre em contato agora mesmo com a nossa clínica através dos telefones: (31) 3291–0108 | 3658–1191 | 98410–3245 e marque a sua consulta com o nosso cirurgião plástico certificado! Você será muito bem-vindo!

 

Sugestão de leitura complementar:

Qual prótese de mama é melhor para você?

Veja também!