Prótese de mama por baixo ou acima do músculo? Qual é a ideal?

11 de janeiro de 2018 as 19:47

protese-de-mamaEmbora esteja dentre os procedimentos estéticos mais comuns, ainda há muitas duvidas relacionadas às cirurgias com prótese de mama.

 

Para algumas pessoas, aliás, a intervenção com prótese de mama implica apenas em um tipo de método, quando na verdade, há ao menos 2 maneiras diferenciadas de se executar o processo.

 

Você sabe quais são? Falaremos sobre isso a seguir, acompanhe.

 

Cirurgias com prótese de mama:  submamária

 

A técnica de cirurgia com prótese de mama submamária é uma das mais comuns no âmbito da cirurgia plástica.

 

Nesta técnica, o silicone é inserido entre o tecido mamário e o músculo peitoral. O resultado pode ser mais natural e harmonioso, pelo fato do músculo promover a estabilidade da prótese, firmando-a ao evitar o seu deslocamento, por exemplo.

 

É possível também que através deste método, a recuperação possa ser mais breve em relação a outros métodos, lembrando sempre que cada caso é um caso e que o tempo pode variar de pessoa para pessoa.

 

Em linhas gerais, cirurgia submamária é indicada para mulheres cujo tecido das mamas seja mais denso.

 

Cirurgias com prótese de mama: submuscular

 

Outra opção é a cirurgia submuscular, ou seja, a prótese é colocada na parte de trás do músculo peitoral. Um benefício deste método pode ser a maior naturalidade e mulheres com pouca pele na região, por exemplo.

 

Como definir qual o método mais adequado a cada paciente?

 

 

A técnica que será adotada deve ser previamente definida por meio de uma conversa franca entre médico e paciente. A escolha do método mais adequado costuma levar em conta, sobretudo, a estrutura mamária da mulher, bem como seu organismo e características físicas.

 

Até mesmo o histórico familiar costuma ser considerado pelo médico especialista, daí a importância de uma pesquisa mais a fundo neste sentido.

Veja também!

cirurgia plastica