Mamoplastia secundária: o que é e quando realizá-la

4 de outubro de 2019 as 15:39

Mamoplastia secundária

Mamoplastia secundária é a cirurgia plástica que visa melhorar ou corrigir os resultados desfavoráveis ​​de uma primeira cirurgia, devolvendo beleza, harmonia e naturalidade aos seios.

 

O objetivo da cirurgia plástica é alterar a forma e/ou função de uma unidade corporal de uma pessoa.

 

Quando o objetivo não é atendido no primeiro procedimento, pode-se fazer uma correção — chamado de cirurgia plástica secundária.

 

Se você não está satisfeito com o resultado da sua cirurgia, esse post pode ser para você. Leia!

Quem deve ser submetido a uma Mamoplastia Secundária?

 

Os candidatos a mamoplastia secundária geralmente apresentam algumas das características abaixo:

 

  • Paciente: insatisfação com o tamanho ou resultado da cirurgia.
  • Mama: alterações ou assimetria de tamanho, forma ou posição, atrofia glandular.
  • Pele: alongamento e afinamento da pele, ptose ou queda e cicatrizes óbvias.
  • Prótese: contratura capsular; bordas visíveis ou palpáveis, ângulos ou formato da prótese e posição inadequada.
  • Sulco: elevação, descida, alterações, sulco duplo.
  • Complexo Aréola:alterações de posição, retrações.

 

Os mais frequentes são causados ​​por alterações da cápsula (contratura capsular e flacidez capsular) e pelo deslocamento ou ruptura das próteses.

Como diminuir o risco de uma cirurgia secundária

 

Primeiro você precisa escolher bem o profissional que vai fazer a sua cirurgia.

 

Veja alguns pilares fundamentais para um cirurgião ser habilitado a fazer uma cirurgia plástica secundária.

 

O cirurgião deve ter:

  • experiência em cirurgia reparadora;
  • precisa ter um tempo de atuação na área;
  • Precisa também ter habilidade e acima de tudo, conhecimento técnico.

 

Você também precisa investigar, junto com seu médico, seu histórico cicatricial. Estes aspectos serão determinantes no processo de cicatrização.

 

Importante lembrar que, para realizar uma mamoplastia secundária é preciso esperar um tempo, no mínimo seis meses.

 

O organismo precisa se recuperar e todo o processo deve estar maduro para a avaliação da segunda cirurgia.

Recomendações para esta cirurgia

 

Como já indicamos no início deste post, uma mamoplastia secundária implica em certo grau de dificuldade, pois, é uma segunda intervenção e o processo é mais complexo.

 

Por esse motivo, é muito importante que você se coloque nas mãos de uma equipe médica experiente e qualificada para realizar esse tipo de procedimento.

Recuperação

 

Dependendo do tipo de cirurgia secundária, você permanecerá no hospital ou poderá sair após a cirurgia em alguns casos.

 

O tempo de recuperação é de aproximadamente uma ou duas semanas. Mas, devemos considerar sempre o bom senso e as orientações de seu cirurgião.

 

Após esse período, as atividades rotineiras podem voltar aos poucos, mas sem carregar pesos acima de cinco quilos e sem dirigir por pelo menos 15 dias.

 

O resultado final é obtido em aproximadamente um ano, sendo necessário algumas visitas de acompanhamento com o seu cirurgião durante todo o período de recuperação.

 

Ah! Lembre-se de pesquisar se o especialista é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

 

Bom, chegamos ao fim do nosso post de hoje. Se você ainda tem dúvidas sobre mamoplastia secundária, você pode ligar agora para a nossa clínica e conversar com um dos nossos profissionais através do telefone (31) 3291-0108.

 

Você também pode gostar de ler:

Cirurgia plástica: o que fazer se o resultado for ruim?

 

 

 

Veja também!

cirurgia plastica