Gluteoplastia: procedimentos e resultados

23 de abril de 2018 as 23:15

gluteoplastiaO aumento das nádegas é um procedimento que remodela e melhora a aparência de uma área glútea, ou seja, nádegas, e resulta em um bumbum levantado e arredondado. Nos últimos anos, essa cirurgia tornou-se muito popular em todo o mundo, uma vez que as nádegas de formas finas são frequentemente percebidas como um símbolo de feminilidade e sensualidade. Este procedimento é para pessoas com nádegas “planas” e/ou flácidas que causam insatisfação com a aparência estética.  Nesse artigo abordaremos os seguintes tópicos sobre a cirurgia gluteoplastia:

 

  • Técnica Cirúrgica;
  • Contorno corporal;
  • Recuperação;
  • Possíveis complicações;
  • Cuidados pós-operatórios.

 

1.  Técnica Cirúrgica

A gluteoplastia é realizada sob anestesia locorregional com sedação em cirurgia diurna ou anestesia geral com internação noturna. Um aumento durável das regiões glúteas é conseguido pela colocação de implantes de silicone (semelhante aos implantes mamários) sob o músculo glúteo ou transplante de gordura (lipofilling). A cirurgia é completada com uma lipoescultura ou lipofilling, ou seja, transplante de gordura de outras partes do corpo para remodelar harmoniosamente o contorno das nádegas. O tempo da cirurgia pode variar entre 90 e 150 minutos e requer uma roupa de compressão médica. Dependendo da forma que o cirurgião deseja atingir, a escolha é entre próteses ovais (anatômicas) ou implantes alongados que podem ser substituídos intencionalmente ou inevitavelmente por causa da ocorrência de complicações, mesmo após alguns ou muitos anos após a primeira operação.

 

 

2. Contorno corporal

Este método pode ser considerado quando uma quantidade suficiente de gordura está presente em outras partes do corpo. O excesso de tecido adiposo é removido por lipoaspiração e reinjetado nas nádegas, proporcionando uma melhora na aparência tanto na cintura quanto nos glúteos.

 

3. Recuperação

Para o aumento das nádegas e contornos com implantes (próteses), embora os resultados imediatos sejam vistos logo após a cirurgia, os resultados finais são observados entre 6 meses e/ou 1 ano após o procedimento. Para permitir o encolhimento da pele ao contorno corporal corrigido, para evitar desníveis e rugas na pele e inchaço localizado, o paciente pode fazer massagens e tratamentos com ultrassom, se necessário.

 

4. Possíveis complicações

Como qualquer outro procedimento cirúrgico, pode haver algumas complicações nesses procedimentos também – reações tóxicas a drogas anestésicas e tumescentes, infecção, cicatrização deficiente, seroma, assimetria da área tratada e outras. Para minimizar as chances de complicações, seria aconselhável consultar com o cirurgião e seguir totalmente suas instruções.

 

5. Instruções de cuidados pós-operatórios

A alta hospitalar ocorre no dia seguinte à cirurgia e é aconselhável que nas primeiras 48 horas o paciente fique de barriga para baixo. É recomendado também que ele durma de bruços nos primeiros 10 dias. Se não for excessivamente cansativo, a maioria dos pacientes pode voltar a trabalhar cerca de 7 a 10 dias após a gluteoplastia e, em quatro semanas, todas as atividades normais podem ser retomadas, incluindo esportes. O resultado é geralmente muito bom e duradouro, mesmo que não seja completamente permanente como sujeito ao envelhecimento natural e à gravidade.

 

 

Veja também!

cirurgia plastica