Eliminando o culote com a lipoaspiração

12 de março de 2015 as 12:42

lipoaspiraçãoSabe aquela gordura localizada nos quadris e na parte lateral das coxas, conhecida popularmente como culote? Então, ela não é eliminada com facilidade através de malhação. O exercício a ser adotado vai muito além e exige disciplina na alimentação e nos hábitos do dia-a-dia.

 

Mas tudo pode ser resolvido quando, aliado a esse conjunto de regras importantes, a mulher procura um profissional respeitado e experiente para expor o caso. O médico pode recomendar a lipoaspiração, como um dos passos a ser seguido para colocar um ponto final nessa gordura tão incômoda para as mulheres.

 

A dificuldade de se eliminar o culote na academia se dá pelo fato de essa gordura localizada ter origem na própria genética da pessoa. Por isso vemos muitas mulheres magras e com essa gordurinha. Além disso, há outros tipos de culote, como o fibroso, que apresenta uma maior consistência e celulite bem avançada. Existe também o menos fibroso, que tem consistência macia, acompanhando as formas do corpo.Ele é menor e apresenta uma leve celulite. O culote não flácido, por exemplo, deve ser resolvido com um procedimento cirúrgico. Para os mais flácidos, recomenda-se também a lipoaspiração, onde deve haver toda uma preparação durante e após a cirurgia, como a drenagem linfática.

 

A cirurgia é simples e a anestesia pode ser a geral ou a peridural com sedação. O tempo médio do procedimento é de duas horas a cinco horas, dependendo da quantidade gordura. O médico realiza uma pequena incisão, por onde passa a cânula de sucção conectada ao aspirador cirúrgico. A lipoaspiração é feita através de movimentos repetitivos até que toda a gordura desejada seja aspirada. As incisões são fechadas com suturas e o pós-operatório depende da disciplina da paciente em relação às recomendações médicas. Pode haver inchaços, vermelhidão local e alguns hematomas.

 

O cirurgião plástico, então, recomendará o uso de analgésicos, líquido isotônico para repor os fluidos perdidos na operação e muito repouso. A mulher deve evitar também o uso de roupas apertadas, incluindo roupas íntimas. Embora o resultado venha de forma gradual, a paciente pode perceber as diferenças nos primeiros três meses após a cirurgia.

Veja também!