Cirurgia plástica: o que fazer se o resultado for ruim?

21 de agosto de 2019 as 20:03

cirurgia plástica ruim

O que acontece se o resultado ruim da cirurgia plástica que você vê não for exibido na internet, mas sim no espelho?

 

Mesmo tomando o cuidado de realizar o procedimento com um cirurgião plástico experiente, por vezes, o organismo reage diferente do esperado, transformando o sonho de um corpo mais bonito num verdadeiro desastre estético.

 

Aqui estão os passos que você pode dar se suas expectativas para a cirurgia plástica não estiverem relacionadas ao seu resultado.

 

O que fazer se você acha que foi vítima de má cirurgia plástica

 

A primeira coisa que você deve fazer se você acha que teve uma cirurgia plástica ruim é ligar para o seu cirurgião e marcar uma consulta para vê-los.

 

Este é quase sempre o melhor primeiro passo, a menos que você tenha uma razão para desconfiar de seu cirurgião plástico ou se sentir desconfortável falando com ele.

 

Seus sintomas são normais?

 

Recuperação requer tempo após os procedimentos de cirurgia plástica, e pode ser que o que você está vendo seja simplesmente uma parte normal do processo de recuperação.

 

Com algumas cirurgias, o ditado “pode ​​piorar antes de melhorar” é a norma. Muitas pessoas ficam surpresas com o quão bom um local cirúrgico pode olhar mais tarde com base em quão ruim parecia nos dias e semanas após a cirurgia.

 

A cirurgia corretiva resolverá o problema?

 

Se o seu mau resultado da cirurgia plástica não está relacionado com a recuperação ou a necessidade de um procedimento adicional, é importante perceber que mesmo os melhores cirurgiões plásticos têm complicações.

 

Não há duas pessoas construídas da mesma forma, não há duas cirurgias exatamente iguais, e não há duas pessoas curando da mesma forma após a cirurgia.

 

Se você está insatisfeito com os resultados da cirurgia, o cirurgião plástico pode se oferecer para fazer uma cirurgia corretiva sem custo para você. Muitas pessoas rapidamente descartam seu cirurgião original por frustração, mas o fato é que seu cirurgião, sabendo como você se recupera e como sua cirurgia acabou, pode estar no melhor lugar para garantir que a cirurgia corretiva seja eficaz.

 

Na maioria das vezes (com algumas exceções), você pode dar ao seu cirurgião a chance de corrigir a situação antes de tomar outras medidas.

 

 Quando você deve obter outra opinião?

 

Se falar com o seu cirurgião se mostrou inútil e você ainda sente que há um problema, procure uma segunda opinião. Certifique-se de procurar o conselho de um cirurgião plástico qualificado, talvez até um especialista em exatamente o tipo de cirurgia que você fez.

 

É tão ruim assim?

 

Infelizmente no mundo da cirurgia plástica, como na vida, há pessoas que nunca serão felizes. Para alguns, é um caso simples de baixa autoestima ou tentando viver de acordo com padrões impossíveis de perfeição.

 

Para outros, tanto antes quanto depois da cirurgia, eles imaginam que há algo terrivelmente errado em sua aparência. Eles procuram o cirurgião, esperando que cada um conserte os “erros horríveis” cometidos pelo último.

 

Essas pessoas não veem o que todo mundo vê. Há um nome para esse distúrbio psicológico, e é chamado de transtorno dismórfico corporal.

 

Embora você não esteja familiarizado com esse diagnóstico, é comum, afetando de um a dois por cento da população. O tratamento pode ser muito eficaz, especialmente a terapia, como a terapia comportamental cognitiva.

 

Infelizmente, embora o diagnóstico em si não seja arriscado, as cirurgias (e anestesias para cirurgia) não são isentas de riscos, e procurar um profissional de saúde mental pode ser o passo mais importante que você pode dar para se recuperar emocionalmente e evitar problemas físicos.

 

Expectativas vs. Resultados

 

Se você fez uma cirurgia plástica e está realmente insatisfeito com o resultado, pode ser que tenha sido vítima de um procedimento mal feito. No entanto, pode ser que você tenha expectativas irreais sobre o resultado, ou que esteja vendo uma imagem distorcida do que realmente parece para o mundo.

 

Se você está infeliz com o que vê no espelho, pode valer a pena se perguntar se as falhas que você está obcecando poderiam estar apenas em seus pensamentos, e não no espelho.

 

Para saber mais? Clique aqui e marque uma consulta com o Dr. Lúcio Gama, esclareça todas as suas dúvidas!

 

Leia também:

Cirurgia plástica reconstrutiva e a vida social

Veja também!