Cirurgia plástica é segura?

3 de dezembro de 2018 as 17:59

cirurgia-plasticaPassar por uma cirurgia de qualquer tipo pode fazer com que as pessoas se sintam apreensivas quanto à sua segurança.

Embora a cirurgia plástica tenha se mostrado extremamente segura, nenhum procedimento médico é isento de riscos. Isso é verdade tanto durante a cirurgia quanto no tempo de recuperação depois.

Antes de agendar uma cirurgia eletiva, você deve rever as qualificações do médico que a realiza. Vamos entender um pouquinho sobre os procedimentos pré-cirúrgico.

Consulta e exame pré-cirurgia

Para garantir a segurança e o melhor resultado pós-cirúrgico, os pacientes devem revelar seu histórico médico completo ao cirurgião plástico antes da cirurgia.

Isso inclui todos os medicamentos prescritos e não prescritos que eles estão atualmente tomando, cirurgias anteriores, condições de saúde atuais e condições de saúde anteriores.

O cirurgião também irá realizar um exame físico abrangente para se certificar de que não existem condições de saúde não diagnosticadas que impeçam um resultado bem sucedido.

Certas condições aumentam o risco de desenvolver um coágulo sanguíneo após cirurgia plástica. Esses incluem:

 

  • Estar acima do peso ou clinicamente obeso.
  • Tendo experimentado uma lesão traumática recente.
  • Distúrbios do sistema nervoso central, coração ou pulmões.
  • Uma história pessoal de câncer.
  • Problemas genéticos ou infecções graves recorrentes que contribuem para a coagulação do sangue.
  • Usando contraceptivos orais agora ou no passado recente.
  • Atualmente em terapia de reposição hormonal.
  • Fumar qualquer produto de tabaco.

 

As pessoas não são necessariamente desqualificadas de cirurgias plásticas se tiverem algum desses problemas de saúde, mas precisarão avaliar melhor os riscos contra os benefícios com a assistência de seu médico.

Complicações potenciais cirúrgicas e pós-cirúrgicas

Algumas pessoas têm uma reação séria à sedação ou anestesia, mesmo sem histórico prévio ou fatores de risco.

O nível de anestesia ou sedação que o cirurgião plástico usa depende do grau de invasão da cirurgia.

As complicações geralmente ocorrem com anestesia geral em oposição à anestesia local ou sedação.

O uso de anestesia geral é comum na cirurgia plástica, uma vez que deprime todo o corpo. No entanto, os pacientes devem estar cientes das seguintes possíveis complicações da anestesia:

 

  • coágulos de sangue;
  • dano cerebral;
  • ataque cardíaco;
  • ritmo cardíaco irregular;
  • hipertermia maligna;
  • danos nos nervos;
  • vias aéreas obstruídas;
  • acidente vascular encefálico;
  • paralisia temporária.

 

A cirurgia estética também apresenta riscos gerais não associados à anestesia. Uma delas é a necrose, ou morte da pele, que se desenvolve após a contração de hematoma ou infecção.

Como isso é significativamente mais comum em fumantes, os pacientes devem estar dispostos a deixar de fumar para se submeter à cirurgia plástica.

A pele morta requer remoção quando ocorre necrose, o que pode frustrar o propósito da cirurgia plástica. Outras possíveis complicações incluem:

 

Assimetria: embora a assimetria leve seja normal, irregularidades moderadas ou graves podem exigir uma cirurgia corretiva.

 

Dormência: geralmente é temporária, mas em casos raros, pode resultar em uma perda permanente da sensação.

 

Seroma: este termo refere-se ao fluido que pode se acumular sob a pele após uma cirurgia de mama ou abdominal.

 

Os pacientes também podem experimentar uma lenta cicatrização quando não atendem a todos os conselhos do seu médico.

Outros fatores que contribuem para a cura lenta incluem idade, tipo de pele e complicações de saúde que nem o paciente nem o cirurgião poderiam ter antecipado.

Considerações finais

A equipe médica deve garantir ao paciente a melhor qualidade de cuidado: antes, durante e após o procedimento.

Orientações pré-operatórias claras e precisas juntamente a uma adequada avaliação clínica garantem um procedimento com máxima segurança.

A cirurgia deve ser realizada em ambiente seguro, com equipe completa, monitorização do paciente, prevenção de tromboembolismo venoso e controle da dor.

Os retornos pós-operatórios são fundamentais para permitir a adequada evolução do processo de cicatrização e oferecer assim, o melhor resultado.

Ainda tem dúvidas sobre a segurança em fazer uma cirurgia plástica? Então por favor, ligue para a nossa clínica (31) 3291-0108 e marque uma consulta com os nossos profissionais para tirar todas as suas dúvidas.

 

Leia também:

Tirando o medo da cirurgia plástica

Veja também!

cirurgia plastica